110 Pequenas Felicidades Egoístas

Nesta viagem, tenho comprado livros pelos países onde passo, geralmente em feiras de antiguidades ou feiras de rua, e quando os termino, ofereço-os a alguém. Os livros devem passar de mão em mão, como as histórias.Um dos livros que me chegou às mãos, foi um de Martha Medeiros, uma cronista brasileira contemporânea, que reuniu num livro algumas das crónicas que viu publicadas na Folha de São Paulo, para onde escrevia semanalmente.

Inspirada por un texto dela, onde descrevia algumas das suas pequenas felicidades, comecei a reflectir sobre as pequenas coisas do dia a dia que me trazem felicidade. Nesta viagem já passei por momentos que antes me pareciam tão absurdos, como chorar de felicidade ao atravessar um rio, ou rir como doida em cima de uma prancha de stand up paddle, ao perceber que estava rodeada de tartarugas marinhas no meio de uma baía enorme e vazia, ou voar por cima de paisagens incríveis, ou descer um vulcão de bicicleta, ou mergulhar em águas cristalinas, ou nadar no meio de plancton fluorescente, ou cavalgar pelo monte, e a lista podia continuar.

Se isto acontecesse há uns meses, pedia que me internassem, mas hoje só peço para quem se incomode muito com estas minhas parvoíces e ataques de felicidade, que se afaste um bocadinho para não me contaminar. Ou então, se contagie comigo. Aos que vivem obcecados por encontrar a felicidade, como se fosse um patamar que se atinge a determinada altura da vida, depois de completar vários níveis, como um video-game, que é o que nos institui a sociedade; do género:-nível 1: Terminar faculdade

-nível 2: Encontrar UMA alma-gémea

-nível 3: Encontrar um bom emprego, com um bom salário

-nível 4: Casar

-nível 5: Comprar uma casinha jeitosa

-nível 6: ter no mínimo 2 filhos, para não criar crianças mimadas

-nível 7: fazer um PPR (Plano Poupança Reforma)

-nível 8: ter um bonito serviço de pratos e copos para usar em dias festivos

-nível 9: trabalhar todo o ano para poupar para umas feriazinhas em família ou com amigos

-nível 10: pagar as contas, impostos e segurança social em dia para garantir a reforma (😒) e retirar-se em boa hora e ser feliz para sempre até ter uma morte santa já velhinhos, rodeados dos seus entes queridos

Nada contra quem opta por completar estes 10 níveis. Contra sim, algumas regras e leis da sociedade implícitas em cada nível. Como, a exclusão social de famílias monoparentais; a encontrar uma alma gêmea, diz a sociedade que mais vale que seja do sexo oposto senão os níveis seguintes serão um bocadinho mais difíceis. Ainda que legalmente a sociedade aceite certas excepções nestes níveis, socialmente ainda levaremos algum tempo a equalizar as diferenças. Outra, um bom (seguro) emprego geralmente não compromete as áreas das artes.Eu não sei muito da vida, e fico feliz por não saber porque me vou surpreendendo cada dia, e não dou nada como garantido. Muitas vezes são surpresas infelizes, mas tudo para dizer que se não esperarmos que a felicidade venha destes 10 níveis, conseguimos encontrá-la em coisas tão pequenas como a minha lista abaixo. A lista que se segue, corresponde às minhas pequenas felicidades, que não serão as tuas, e talvez mudem e evoluam daqui a uns tempos, mas para já são estes pequenos momentos de felicidade que me vão fazendo avançar no jogo e subir de nível. Porque ou o Ghandi ou o Gustavo Santos já diziam que a felicidade está em pequenos momentos da vida. (Desculpa aí a comparação, Ghandi).

De maneiras que, aqui “bão” alguns pequenos momentos de felicidade a que muitas vezes não damos valor porque não fazem parte dos 10 níveis que a sociedade nos diz, mas que se pensarmos bem, são tão bons e merecem ser festejados como grandes acontecimentos (queria traduzir achievement, mas não me vem). Feitos, lembrei-me agora. (A altitude faz-me mais lerda e é difícil escrever, e mais ainda escrever em português quando há 7 meses que só ouço espanhol e inglês. Vá, e brasileiros.)

110 Pequenas Felicidades Egoístas

1. Encontrar dinheiro inesperado no sofá ou num bolso

2. A tua música a passar na rádio

3. Lugar para estacionar à porta de casa

4. Mac na ressaca

5. Fim de semana de filmes no sofá

6. Deitar numa cama com lençóis lavados

7. Bilhetes com desconto

8. Desconto para qualquer coisa

9. Happy-hours

10. Mensagem de voz no whassap sem dedo

11. Começar um livro

12. Escrever num caderno em branco

13. Quando a voz volta

14. Bola de Berlim na praia

15. Comida da mãe. Sopa da avó.

16. Canja em dias de chuva (doente, melhor ainda)

17. Comida entregue ao domicílio

18. Pessoas de química imediata

19. Devolver uma carteira a alguém

20. Acordar 2 minutos antes do despertador tocar

21. Receber um postal de quem se gosta

22. Rodas de guitarra na praia

23. Viajar sozinho

24. Lembrar de um bom sonho

25. O momento em que a electricidade volta

26. Descida de impostos

27. 2ª circular sem trânsito. (Qualquer estrada sem trânsito)

28. Trânsito no sentido oposto (prazer sádico!)

29. Ter chapéu de chuva quando começa a chover

30. Sardinhas no Verão

31. Andar nua em casa

32. Lembrar de alguma coisa ainda a tempo

33. Sair bem na foto

34. Fazer anos

35. Deitar cedo. Acordar tarde.

36. Acertar no presente

37. Banho depois da corrida; no mar melhor ainda

38. Dia de receber

39. Um bom corte de cabelo

40. Sucesso dos amigos

41. Família à volta da mesa

42. Amigos na pista de dança

43. Noitadas inesperadas que começam com “vamos só beber um cafezinho”

44. Dormitório de hostel só para ti

45. Uma boa surpresa

46. Dias de folga

47. Banho de Cachoeira

48. Chegar e ter autocarro

49. Ajudar alguém

50. Um abraço de conforto

51. Lembrar o nome das pessoas

52. Encontrar um tampão quando se precisa

53. Dançar sozinha em frente ao espelho com a TUA música

54. Casas de banho públicas limpas. E com papel

55. Um elogio merecido

56. Carnaval

57. Beijos que te fazem tirar os pés do chão

58. Já não estar doente

59. Encontrar uma coisa que estava perdida

60. Fazer conchinha com quem se ama

61. Copo de vinho com amigas

62. Dizer “Eu amo-te”

63. Um bom documentário

64. Voos low-cost

65. Adivinhar as horas

66. Vestir calças depois da depilação

67. Chegar a horas. Antes melhor ainda.

68. Fila atrás de ti. (E nunca à frente)

69. Um bom post-it surpresa

70. Estar apaixonado

71. Encontrar um amigo na rua

72. Silêncio no momento certo

73. Chorar a rir

74. Fruta fresca na praia

75. Assistir um bom espectáculo

76. Pôr do sol no mar

77. Aquela comida certa na hora certa

78. Noites de Verão sem casaco

79. Dançar descalça

80. Boa música

81. Cerveja gelada no calor

82. Ficar calada a aprender

83. Pagar uma refeição para quem tem fome

84. Boiar no mar

85. Dançar com um bom par

86. Conhecer gente que já foi amigo noutra vida

87. Quando um cozinhado te sai bem

88. Ler última página do livro a velocidade caracol

89. Ver uma estrela cadente

90. Não ter desejos para pedir

91. Conhecer alguém inspirador

92. Ouvir a chuva na cama

93. Acordar com sol

94. Mergulho no mar de água quente

95. Nadar nua no mar

96. Longas caminhadas em contacto com a natureza (Pachamama!!!)

97. Sesta à sombra

98. O momento em que terminas algo difícil

99. Receber amigos em casa

100. Acordar com passarinhos

101. Nascer da lua no mar

102. Praias vazias

103. Ouvir “amo-te” de quem se ama

104. Amigas grávidas e carradas de sobrinhos

105. Amor de um animal de estimação

106. Piqueniques no Jardim da Estrela

107. Ser turista na tua cidade

108. Conseguir aquele trabalho

109. Voltar a casa

110. Ser feliz com pouco

Se pensarmos bem, completar os 10 níveis de felicidade parece ser mais simples se reconhecermos que a felicidade está em momentos como estes. E a felicidade pode ser feita de coisas tão simples.

Diana Nicolau

PS- Sintam-se à vontade para acrescentar mais pontos. A felicidade quando é partilhada vale o dobro. (Ai que tou aqui, tou a tirar o lugar ao Gustavo Santos, com tanta profundidade.)

2 thoughts on “110 Pequenas Felicidades Egoístas

  1. Adoro ler os teus textos! Há tantas coisas dessa lista com as quais me identifico, e é tão importante darmos valor a esses pequenos momentos de felicidade. A melhor parte de viajar é que te tornas mais leve, a tua bagagem passa a ser outra e chegas a conclusões extraordinárias – como esta lista, por exemplo.
    Estou em pulgas para ouvir essas histórias ao vivo!!!! : ))) Diverte-te muito e aproveita cada momento!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *